Área de Associados


X    fechar
Webmail


X    fechar
Webmail


X    fechar
Extensões de Base
X    fechar


Boletim Eletrônico

17 de Setembro de 2013

Geada pode atingir região Sul na quarta, prevê Somar

SUDESTE

A terça, dia 17, permanece com tempo nublado e chuva em grande parte de São Paulo. No decorrer do dia, a precipitação avança para a metade oeste de Minas Gerais e para boa parte do Rio de Janeiro. No Espírito Santo e no leste de Minas Gerais, a condição de tempo firme predomina.

Na quarta, dia 18, o tempo segue instável por conta da frente fria. Chove no norte e leste de São Paulo, além dos Estados de Minas Gerais e do Rio de Janeiro. A partir da tarde, chove em boa parte do Espírito Santo. As temperaturas entram em declínio em toda a região. Apesar da chuva perder intensidade, o tempo segue instável e com temperaturas mais baixas nos próximos dias.

SUL

Apesar do volume de chuva diminuir, o tempo ainda fica instável em grande parte da região na terça. Deve chover em grande parte de Santa Catarina e em todo o Paraná. Na divisa com São Paulo, além do litoral e da Grande Curitiba, o tempo segue com muita nebulosidade e chuva ao longo do dia. No Rio Grande do Sul e o oeste catarinense, apesar de ter mais previsão de chuva, o tempo segue com muita nebulosidade. Ao longo do dia, o sol aparece entre nuvens. No final do dia, a entrada de uma nova massa de ar frio e seco garante o declínio das temperaturas.

A quarta amanhece gelada no Sul do Brasil e não se descarta a condição para geadas, principalmente na Campanha do Rio Grande do Sul, no Planalto Paranaense e nas Serras gaúcha e catarinense. Com o tempo firme, o sol aparece, mas a sensação de frio persiste à tarde. No litoral do Paraná, o dia será encoberto e com chuvas isoladas. Na quinta, dia 19, o risco para geadas permanece no Rio Grande do Sul e em pontos isolados de Santa Catarina e do Paraná.

O tempo seco dura pouco tempo, já que na sexta, dia 20, áreas de instabilidade provocam chuva na região.

CENTRO-OESTE

A terça será de pancadas de chuva em todo o Centro-Oeste. Sobre o sul e a região central de Mato Grosso do Sul, a precipitação é mais mais forte e não se descarta o risco de temporais isolados. Apesar de uma condição de tempo instável, as temperaturas seguem elevadas em Mato Grosso e Goiás, deixando a tarde abafada.

Na quarta, uma massa de ar frio e seco avança pelo Mato Grosso do Sul e garante o declínio das temperaturas. No restante do Brasil Central, o tempo segue instável, com chuvas isoladas e mal distribuídas. Por conta do tempo fechado, as temperaturas entram em declínio, mas o frio não será intenso.

NORDESTE

A chuva perde intensidade na costa do Nordeste, porém, a nebulosidade predomina na Bahia, onde há previsão de pancadas isoladas. Chove de forma fraca da faixa leste de Alagoas até a Paraíba. No interior, o tempo continua seco e quente. Segue o alerta para a baixa umidade relativa do ar no Sertão, com índices em torno de 25%.

Na quarta, o tempo seco predomina em boa parte do Nordeste e aumenta o risco para focos de queimada. A baixa umidade relativa do ar e o calor deixam a tarde abafada sobre a região. No litoral, chuvas isoladas ocorrem no litoral norte de Bahia e na faixa entre o Rio Grande do Norte e Pernambuco.

NORTE

Nuvens carregadas associadas ao calor e à umidade da Amazônia provocam pancadas de chuva isoladas na terça. Apesar disso, ocorrem períodos de abertura de sol e, por isso, o calor continua intenso. Até o fim do dia, a chuva atinge Roraima, norte e oeste do Amazonas, Acre, Rondônia, sul do Pará e metade sul do Tocantins.

Na quarta, a precipitação volta a ganhar força sobre o Norte, ocorrendo na metade sul de Tocantins, sul e leste do Pará, boa parte do Amazonas, Acre, Rondônia e Roraima. No restante da região, o sol predomina entre poucas nuvens e o calor segue intenso.

SOMAR METEOROLOGIA


Mais Notícias



Fale Conosco

(44) 3220-1550


Rua Piratininga, 391 - Edifí­cio Lavoura - Fax (44) 3220-1571 - CEP 87013-100

Maringá - Brasil


 
Via Site