Área de Associados


X    fechar
Webmail


X    fechar
Webmail


X    fechar
Extensões de Base
X    fechar


Boletim Eletrônico

06 de Novembro de 2013

Previsão é de instabilidade para o Sudeste nos próximos dias

Sudeste

A quarta, dia 6 de novembro, será mais um dia de tempo instável sobre o Sudeste. O tempo ficará nublado e com chuvas entre Minas Gerais, norte de São Paulo, Rio de Janeiro e Espírito Santo. Também ocorrerão temporais isolados e acumulados significativos de chuva, principalmente no oeste de Minas Gerais. No leste de São Paulo, os ventos que sopram do mar deixam o tempo nublado e causam pancadas de chuva. No oeste paulista a expectativa é de tempo seco e variação de nebulosidade. As temperaturas permanecem baixas e com sensação de frio no leste da região.

Na quinta, dia 7, o tempo segue instável e com previsão de chuva a qualquer momento do dia sobre o Rio de Janeiro, Espírito Santo e Minas Gerais. No entanto, em comparação com os dias anteriores, o potencial para temporais e chuvas fortes é menor. No leste de São Paulo, haverá mais um dia com muitas nuvens no céu e com previsão de chuvas mais fracas ao longo do dia. No interior paulista, apesar de períodos de melhoria principalmente nas primeiras horas do dia, as instabilidades voltam a ganhar força no decorrer da tarde, provocando chuvas isoladas. Em relação às temperaturas, o tempo fechado e os ventos que sopram de sul garantem mais um dia com máximas mais baixas e até mesmo sensação de frio principalmente na faixa leste. Nos próximos dias, o tempo se manterá instável e com chuvas significativas, especialmente em Minas Gerais, pelo menos até sexta-feira.

Sul

A massa de ar seco segue predominando sobre o Sul na quarta-feira. A previsão é de chuvas apenas no litoral do Paraná e no litoral norte catarinense, devido aos ventos úmidos que sopram do mar. No restante da região, o tempo permanece estável, com sol e pouca nebulosidade. O frio da manhã diminui um pouco, e volta a fazer calor no interior dos três Estados. A umidade do ar permanece baixa no interior, com valores que chegam a ficar abaixo dos 30%. O índice UV varia de muito alto até extremo sobre a região.

A quinta-feira começa com tempo firme em boa parte da região devido à atuação da massa de ar seco. O amanhecer em algumas cidades ainda será de sensação de frio. As temperaturas se elevam rapidamente e com os ventos voltando a soprar de quadrante norte em boa parte da região, com isso a tarde o calor ganha força. Além disso, permanecem os baixos índices de umidade do ar, com muitos municípios com valores entre 20% e 40%, especialmente entre o centro-oeste gaúcho. O índice UV permanece elevado. No final do dia, a rápida passagem de áreas de instabilidades provoca chuvas isoladas no Paraná. Uma nova mudança no tempo está prevista somente para o próximo fim de semana, quando uma nova frente fria volta causar chuvas e temporais. Entre 07 e 11 de novembro, é esperado um período de calor, inclusive na faixa leste da região.

Centro-Oeste

Na quarta, o canal de umidade da Amazônia passa por Goiás e Mato Grosso do Sul, mantendo a condição para chuvas fortes. Há risco para temporais, trovoadas e acumulados de mais de 60mm de chuva entre os dois Estados. A maior cobertura de nuvens sobre os dois Estados deixa a temperatura mais baixa. Já no Mato Grosso do Sul, devido ao avanço de uma massa de ar seco, o tempo volta a ficar firme, com sol e variação de nebulosidade. Ocorrerão chuvas entre o norte e oeste do Mato Grosso do Sul no final do dia.

Na quinta, o tempo segue mais instável na parte norte da região. Sobre Goiás, Distrito Federal e Mato Grosso chove forte a qualquer momento do dia. Novamente, há condição para chuvas forte e temporais isolados, com volumes que ultrapassam os 60mm principalmente, entre o norte de Mato Grosso e o oeste goiano. Sobre Mato Grosso do Sul, o tempo firme predomina durante a maior parte do dia. No fim da tarde, vão ocorrer pancadas isoladas no norte do sul-mato-grossense. Mesmo com a chuva, as temperaturas seguem elevadas na maior parte da região. Até o final desta semana, as chuvas seguem intensas no norte do Centro-Oeste, com acumulados que ultrapassam os 130mm entre Goiás e Mato Grosso. O excesso de chuva deixa a temperatura máxima mais baixa em algumas áreas do Centro-Oeste nos próximos dias. Já as mínimas ficarão elevadas nos próximos dias, caindo somente em Campo Grande e no sul de Mato Grosso do Sul.

Nordeste

Na quarta, as instabilidades do interior do Brasil continuam causando chuva que podem vir acompanhadas de temporais isolados sobre o Maranhão, Piauí e boa parte da Bahia. Além disso, os ventos úmidos que sopram do mar provocam chuvas ao longo da costa leste nordestina. No restante da região, o tempo segue mais firme e seco. A sensação de abafamento pode ser sentida desde o período da manhã. À tarde faz bastante calor sobre o Maranhão, Piauí, Ceará e norte da Bahia. No restante da região, apesar de ainda fazer calor, as temperaturas são mais baixas.

Na quinta, pouca coisa muda. Ainda há previsão de chuvas no Maranhão, sul do Piauí e oeste da Bahia, que ocorrem de forma isolada e com baixo volume acumulado. A umidade vinda do oceano também provoca pancadas de chuva fraca ao final da tarde no litoral, desde o sul da Bahia até Rio Grande do Norte. Nas demais áreas, o tempo segue firme, com sol, muito calor à tarde e baixa umidade relativa do ar, especialmente no sertão do Piauí e do Ceará. Para os próximos dias, o calor predomina em toda a região, com máximas entre 30°C e 40°C na maior dos municípios.

Norte

Na quarta, as áreas de instabilidade continuam atuando na região, causando pancadas de chuva que podem vir a qualquer hora do dia. Ao final da tarde, por conta das elevadas temperaturas e do excesso de umidade, a chuva fica generalizada, mas perdendo intensidade. Novamente, entre o Amazonas e o Pará há risco de temporais e elevados volumes de chuva ao longo da quinta-feira. As temperaturas seguem elevadas desde a manhã, garantindo o tempo abafado. À tarde, faz bastante calor, principalmente no extremo norte.

Na quinta, a chuva segue perdendo força na região. Somente entre o norte do Amazonas e o sul de Roraima há condição para chuvas fortes ao longo do dia, acompanhadas de temporais isolados. De uma forma geral, as temperaturas seguem mais baixas. Apenas sobre o sul do Acre, Rondônia, Amapá e norte do Pará é que os termômetros ficam mais elevados.

SOMAR


Mais Notícias



Fale Conosco

(44) 3220-1550


Rua Piratininga, 391 - Edifí­cio Lavoura - Fax (44) 3220-1571 - CEP 87013-100

Maringá - Brasil


 
Via Site