Área de Associados


X    fechar
Webmail


X    fechar
Webmail


X    fechar
Extensões de Base
X    fechar


Boletim Eletrônico

09 de Dezembro de 2013

Semana começa com alerta de temporais intensos no Paraná e em Santa Catarina

Sudeste

Ainda pela manhã desta segunda, dia 9, as chuvas ganham força entre o centro e o norte de Minas Gerais. Já em boa parte de São Paulo, sul de Minas, Rio de Janeiro e Espírito Santo, a condição é típica de verão. Nessas regiões, a segunda começa com sol entre nuvens, e as chuvas tendem a ocorrer a partir da tarde. Há condição para temporais isolados e trovoadas, principalmente, nas áreas de divisa entre São Paulo e Paraná, devido à aproximação de uma nova frente fria. Apesar das chuvas, o calor segue predominado, e a segunda será bastante abafada

Com o avanço de uma nova frente fria, a terça, dia 10, começa com tempo fechado, chuvas e risco de temporais sobre o Estado de São Paulo. Entre o fim da manhã e começo da tarde, as chuvas se espalham pelo sul de Minas Gerais e do Rio de Janeiro, e é só no final do dia que praticamente todo Sudeste terá um tempo mais carregado e com chuvas. Entre a tarde e a noite, o risco para temporais ocorre principalmente no litoral sul paulista, e na região de divisa entre o norte de São Paulo, sul de Minas Gerais e no Estado fluminense. A nebulosidade faz a temperatura cair, principalmente na faixa leste. No interior, o calor segue intenso. Uma próxima queda na mínima ocorrerá somente 12 e 13 de dezembro, variando entre 12°C e 15°C no sul de São Paulo. As máximas ficarão elevadas na maior parte da semana no Sudeste. No interior do Sudeste, o calor será prolongado pelos próximos 15 dias.

Sul

Na segunda, um sistema de baixa pressão avança da Argentina em direção ao Rio Grande do Sul e dá origem a uma nova frente fria. Há condição para chuvas e temporais isolados no oeste e noroeste gaúcho pela manhã. No decorrer da tarde, as áreas de instabilidade se espalham por toda a região Sul, provocando aumento de nebulosidade e chuvas mal distribuídas. Durante a noite, há alerta para chuva forte e temporais intensos entre o leste do Paraná e de Santa Catarina, inclusive com potencial de transtornos nas regiões metropolitanas. Apesar da mudança na condição do tempo, o calor segue intenso em toda a região.

A terça começa com chuvas fortes e temporais sobre a metade leste dos Estados de Santa Catarina e do Paraná, com risco de grandes transtornos em cidades como Florianópolis e Curitiba. No restante da região, segue chovendo, mas de forma mais fraca e isolada, e, no decorrer da tarde, as chuvas vão perdendo intensidade. Devido ao tempo encoberto, as temperaturas ficam mais baixas em relação aos últimos dias. No final da noite, uma nova massa de ar seco traz uma condição de tempo mais seco ao oeste gaúcho. Uma segunda onda de frio ocorrerá entre 10 e 13 de dezembro, gerando mínimas semelhantes às previstas para as duas primeiras ondas de frio.

Centro-Oeste

Nuvens carregadas continuam sobre o Centro-Oeste na segunda. No decorrer do dia, são esperadas pancadas de chuvas mal distribuídas, com trovoadas e alternadas com períodos de melhoria. Por outro lado, por conta do avanço de uma frente fria sobre a região Sul, um canal de umidade acaba ficando mais direcionado para a região central do Brasil, e as áreas de instabilidades começam a ganhar força sobre os Estados do Mato Grosso Sul e de Goiás. Há condição para temporais isolados. O dia já amanhece com temperaturas elevadas, e ao longo do dia o calor ganha força. Sobre o norte de Mato Grosso, apesar da variação de nebulosidade, a previsão é de um tempo mais firme e sem condição para chuvas.

Na terça, a manhã será de tempo seco e predomínio de sol sobre o Mato Grosso. Por outro lado, o canal de umidade se intensifica entre Mato Grosso do Sul e de Goiás, deixando o tempo bastante instável nesses Estados. A partir da tarde, o calor intenso contribui para que as instabilidades ganhem intensidade e passem a causar pancadas de chuvas alternadas com períodos de melhoria. Além disso, as chuvas ocorrem de forma mal distribuídas, com trovoadas e, em geral, com baixos acumulados, atingindo os três Estados da região. As chuvas mais intensas com condição para trovoadas ocorrem no leste de Mato Grosso do Sul e também em Goiás. Calor prolongado no Centro-Oeste com mínimas e máximas elevadas.

Nordeste

A umidade da Amazônia diminui, e as chuvas voltam a perder intensidade sobre o Nordeste no decorrer da segunda. A maior parte da região vai ter tempo seco, ensolarado e com temperaturas elevadas, além de baixos índices de umidade do ar. A partir da tarde, ocorrem chuvas rápidas e mal distribuídas no oeste e sul da Bahia, além de parte do Maranhão e do Piauí. Além disso, devido aos ventos úmidos que sopram do mar, há condição para chuvas fracas e isoladas no litoral baiano.

No interior do Nordeste, a terça inicia com o ar seco mantendo o tempo firme e com pouca nebulosidade. Além disso, há alerta para a baixa umidade do ar na região do sertão, com índices que chegam a ficar abaixo dos 30% em diversos municípios. A partir da tarde, nuvens mais carregadas voltam a provocar chuvas mal distribuídas sobre o Maranhão e o oeste da Bahia. Em relação às temperaturas, depois de uma madrugada abafada as temperaturas sobem à tarde, deixando a terça bastante abafada. Expectativa de calor extremo na maior parte do Nordeste pelos próximos 15 dias.

Norte

No decorrer da segunda, teremos mais um dia de intenso calor. Os altos índices de umidade favorecem a formação de nuvens carregadas que causam pancadas de chuvas isoladas e alternadas com períodos de melhoria sobre grande parte da região. As chuvas mais intensas atingem a metade oeste do Amazonas, Rondônia, Roraima, Acre e Tocantins e há risco para ventos mais intensos e temporais isolados. Entre o Pará e o Amapá, a expectativa é de um dia com variação de nebulosidade, mas sem previsão de chuvas.

Nuvens carregadas seguem distribuindo chuvas sobre o Norte na terça. Ao longo do dia, as pancadas de chuvas ocorrem de forma mal distribuídas e intercaladas com períodos de abertura de sol, o que acaba favorecendo mais um dia bastante abafado. A partir da tarde, as instabilidades se intensificam e há condição para temporais isolados. Apenas no norte do Pará e no Amapá, a previsão é apenas de variação de nebulosidade, mas sem chuvas. Expectativa é de calor extremo na maior parte do Norte pelos próximos 15 dias.

SOMAR METEOROLOGIA


Mais Notícias



Fale Conosco

(44) 3220-1550


Rua Piratininga, 391 - Edifí­cio Lavoura - Fax (44) 3220-1571 - CEP 87013-100

Maringá - Brasil


 
Via Site