Área de Associados


X    fechar
Webmail


X    fechar
Webmail


X    fechar
Extensões de Base
X    fechar


Boletim Eletrônico

25 de Março de 2014

Outono começa com geadas isoladas nos pontos mais altos da região Sul

As condições climáticas observadas neste último fim de semana são típicas da nova estação. O outono chegou com uma frente fria sobre o Sudeste do Brasil que ainda favorece a organização de nebulosidade e chuvas em Minas Gerais, norte de Goiás, norte de Mato Grosso, Tocantins e no oeste da Bahia. Enquanto isso, no Sul do país, depois de um verão extremamente quente, uma massa de ar extratropical causa declínio de temperatura, provocando sensação de frio. Nas regiões serranas do Rio Grande do Sul e de Santa Catarina foram registrados episódios fracos de geada neste início de semana nos pontos turísticos de Bom Jesus e Lages. A temperatura mais baixa fpi registrada em Urupema, com 1,4°C negativo.

Segundo o climatologista Paulo Etchichury, em meados de maio teremos duas ondas de frio intensas, mas por enquanto, os produtores ainda não precisam se preocupar.

– Em função das águas quentes do Atlântico próximo da costa sul do Brasil e Uruguai, o risco de geadas antecipadas em maio diminui, o que favorece diretamente a lavoura de milho segunda safra do Paraná e de Mato Grosso do Sul – diz Etchichury.

Mesmo com essa condição do oceano, o climatologista ainda não descarta a chance de geadas em pontos isolados nas áreas agrícolas destes dois estados.
 
Em relação às chuvas, desde o início de março as pancadas ajudaram na recuperação das condições de umidade do solo nas áreas produtoras de cana-de-açúcar, laranja e café, que foram as mais afetadas pela redução das chuvas durante todo o verão. Como é típico do mês de março, as frentes frias atuam mais sobre o litoral da região Sudeste. Os sistemas estão favorecidos justamente por estas águas mais quentes do Atlântico próximo da costa sul do Brasil, que devem afastar também um pouco o risco de geadas mais amplas.

Nesta semana, a chance de chuva é pequena para o Sul do Brasil, algo que favorece o andamento da colheita da soja no Rio Grande do Sul. O Estado está apenas com 7% da área colhida, já o Paraná 81%, afinal começa o plantio mais cedo. O tempo fica mais firme agora, mas a partir do mês de abril, as chuvas ligeiramente acima da média vão favorecer as áreas produtoras de milho segunda safra do Paraná e de Mata Grosso do Sul, bem como, as áreas produtoras de cana, laranja de São Paulo e café em Minas Gerais.

No Sudeste e no Centro-Oeste as chuvas devem se prolongar até meados de abril, com indicativo de episódios de chuvas isoladas em maio e junho (provocados por frentes frias), que de um modo geral favorecem a todos os ciclos de produção agropecuária desta época do ano. Para o sul do Brasil, as frentes frias continuam atuando com certa regularidade o que mantém até junho uma boa condição de umidade do solo.

CANAL RURAL


Mais Notícias



Fale Conosco

(44) 3220-1550


Rua Piratininga, 391 - Edifí­cio Lavoura - Fax (44) 3220-1571 - CEP 87013-100

Maringá - Brasil


 
Via Site