Área de Associados


X    fechar
Webmail


X    fechar
Webmail


X    fechar
Extensões de Base
X    fechar


Boletim Eletrônico

25 de Julho de 2014

Chuva deve paralisar colheita do café, cana-de-açúcar e milho no Sudeste

A mesma frente fria que trouxe volumes de 125 milímetros acumulados para a parte central do Rio Grande do Sul e 90 milímetros para cidades do Paraná começa a espalhar nuvens pelo Estado de São Paulo.

A quinta, dia 24, foi de céu encoberto e chuviscos por várias localidades. Nesta sexta, dia 25, o sistema passa devagar pelo Sudeste e vai levar água para as pastagens e também reservatórios de São Paulo.

– Os volumes podem chegar aos 65 milímetros acumulados, algo que não víamos desde abril – comenta o meteorologista da Somar Celso Oliveira.

Esta chuva deve interromper as atividades de colheita da cana-de-açúcar, milho e café, que também tem a secagem dos grãos prejudicada. Por outro lado a chuva é mais do que bem-vinda para a renovação das pastagens e para o aumento dos índices de umidade do solo. Os maiores volumes serão registrados no Vale do Paraíba, sul de Minas Gerais e região mogiana.

No Sul do Brasil, este deverá ser o fim de semana mais frio deste inverno. Depois da passagem da frente fria, uma massa de ar de origem polar vai deixar as temperaturas mínimas por volta dos três graus em boa parte do Rio Grande do Sul. A chance de geada é maior na Campanha gaúcha, região central e Fronteira Oeste. Há, inclusive, a chance de neve na Serra Geral. As temperaturas também vão cair no Sudeste do Brasil, mas sem chance de geadas para as áreas produtoras no geral, e muito menos para as lavouras de café. Entre o fim de julho e o início de agosto, o tempo volta a ficar seco no Sudeste.


Mais Notícias



Fale Conosco

(44) 3220-1550


Rua Piratininga, 391 - Edifí­cio Lavoura - Fax (44) 3220-1571 - CEP 87013-100

Maringá - Brasil


 
Via Site